Pomares

Pomares Branco

Percebemos que os vinhos brancos do Douro ainda jovens trariam outras formas de expressão dos nossos microterroirs. As combinações quase infinitas de solo, altitudes, exposições solares e castas têm vindo a ser experimentadas e afinadas, engarrafando lotes com um caráter muito personalizado.

Foi daqui que partimos: uvas de pequenos lavradores, microterroirs distintos, parcelas pequenas e muitos especiais. Foi no Douro e na Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo que aprendemos que dentro da expressão do Pomares cabem diferentes nuances aromáticas, sabores e texturas de cada uma das vinhas que lhe deram origem. 

Numa explosão de aromas a flores de prado, a maçã reineta verde e a pêssego de vinha, o Pomares branco equilibra-se pelo sabor intenso a frutos de polpa branca, a lima, mostrando-se vibrante, fresco e muito longo.

Pomares Tinto

Experimentamos a modernidade. É um vinho encantador, em que se percebe o Douro na sua plenitude: frutos vermelhos que se envolvem com aromas tostados e doces das barricas de carvalho francês; percecionamos uma belíssima sensação de fruta no sabor, que se mistura na estrutura suculenta com os taninos redondos e o corpo fluído. Termina longo, tenso e persistente.